Clássicos dos fiscais da carteria rural

Para quebrar um pouco da sisudez deste blog, vou transcrever algumas frases clássicas. São as famosas pérolas dos fiscais da carteira rural de um importante banco público brasileiro. Vejam uma pequena amostra do que esses agentes públicos escreveram em seus relatórios para seus superiores lerem:

 

1. “A lavoura nada produziu. Mutuário fugiu montado na garantia subsidiária”.

2. “Era uma ribanceira tão ribancenda que se estivesse chovendo e eu andasse a cavalo e o cavalo escorregasse, adeus fiscal.”

3. “Chegando na fazenda do Sr. Pedro Jacaré e não encontrei o réptil”.

4. “Financiado executou o trabalho braçalmente e animalmente.”

5. “Quem vê cara não vê coração. Mutuário muito forte sofrendo de dores no pulmão”.  

6. “Mutuário triste e solitário pelo abandono da mulher não pode produzir.”

7. “Pediu para ficar e depois viajou em seguida… isso pareceu mais uma brincadeira de homens sem responsabilidade. “

8. “Achei uma coisa horrível o serviço. Tudo realizado ruim. Cliente vive devidamente bêbado e devendo aos bares e a Deus e ao mundo.”

9. “As garantias permaneceram em perfeito estado de abandono e conservação. Mutuário mantém vida privada na fazenda.”

10. “Tendo em vista que o mutuário adquiriu aparelhagem para processar inseminação artificial e que um dos touros holandeses morreu, sugerimos que se fizesse um treinamento de uma pessoa para tal função.”

Uma resposta para Clássicos dos fiscais da carteria rural

  1. Rafael disse:

    È cada uma heheheheh

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: